Saiba Como Cuidar de Rosas

10/10/2017

Cultivadas mundialmente, as rosas contam com uma infinidade de tipos. As mais comuns são as tradicionais e as minirrosas. Seja fazendo parte da decoração de ambientes ou até mesmo sendo oferecida como um mimo para agradar pessoas especiais, essas belíssimas flores chamam a atenção de todos.

Para mantê-las sempre saudáveis e com a beleza preservada, é preciso ter alguns pontos de atenção, como com a limpeza e com as regas. Por isso, reunimos informações importantes para que você saiba como cuidar de rosas. Confira!

Podas

imagem de: pixabay.com

imagem de: pixabay.com

Para cuidar das rosas, é preciso ter atenção em relação às podas, que auxiliam as flores a crescerem de maneira saudável. Ela pode ser feita logo após o primeiro ano de plantio, repetindo a mesma todos os anos seguintes. A melhor época do ano para realizar as podas das rosas é entre os meses de julho e agosto.

Vale frisar que depois da primeira floração, é preciso realizar a poda de limpeza para retirar as folhas indesejáveis. Para isso, corte algumas folhas velhas, fazendo o corte de uma forma diagonal, logo abaixo do botão da rosa.

Lembre-se sempre de que as podas são essenciais para quem deseja cuidar de rosas para que elas floresçam mais e se desenvolvam melhor.

Regas

regas-rosas

imagem de: pixabay.com

Inicialmente, as regas das rosas devem ser feitas quase que diariamente, porém, durante o inverno, elas deverão ser feitas apenas duas vezes por semana. Entre uma rega e outra, o solo precisa estar um pouco seco, sem estar encharcado. Esses cuidados são importantes para que a planta não se afogue, gerando o aparecimento de fungos. Além disso, apenas a terra deve ser molhada, evitando-se cobrir a parte aérea com água.

Adubação

adubacao-de-rosas

imagem de pixabay.com

Você sabia que a toxidez da adubação é mais prejudicial do que a falta de nutrientes na roseira? É verdade! Quando as rosas são muito adubadas, a raiz da planta passa a murchar. Na falta de nutrientes, por sua vez, as folhas mais velhas tendem a ficar amareladas.

A adubação orgânica, nesse caso, é a mais indicada, mesmo que ele aja de forma mais lenta. Entre os adubos orgânicos mais indicados, destacamos a farinha de osso, que oferece uma boa quantidade de fósforo e ajuda no crescimento da planta.

Temperatura e iluminação

Temperatura-e-iluminação

imagem de: pixabay.com

Para cuidar das rosas com excelência, é preciso ter atenção com a temperatura e com a iluminação. As rosas devem receber sol direto, evitando ficar na sombra, cantos escuros ou em ambientes internos. Já a temperatura ideal ajuda para o bom desenvolvimento da rosa. Ela deve ser amena, sem excesso de frio ou de calor.

Pragas e doenças

pragas-e-doencas-rosas

imagem de: pixabay.com

De forma geral, o excesso de umidade faz com que as rosas adquiram algumas pragas e doenças. Para combatê-las, é preciso usar fungicidas específicos com pulverizações regulares.

Entre os tipos de pragas mais comuns, estão os ácaros, tripes e cochonilha. Seu controle pode ser feito por inseticidas específicos. Uma maneira alternativa e menos tóxica de combate é usar a calda de fumo, que pode ser feita em casa para borrifar na planta.

Embora muitas pessoas achem que cuidar de rosas é algo difícil, todos os pontos de atenção são bem simples de executar, garantindo a saúde e a beleza da planta por muito mais tempo. Se você também adoras rosas, não pode deixar de conferir a seção especial da Giuliana Flores com a espécie. São diversas opções para presentear ou decorar o seu ambiente favorito!

Você também vai gostar de:

  1. Rosas Colombianas – Saiba mais Sobre a Rainha de Todas as Flores
  2. Relaxe Com Rosas e Lírios

Compartilhe este artigo

Receba promoções no seu email!

Cadastre-se e receba as melhores promoções diretamente no seu email!

Deixe um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>