Cultivo das Rosas – Dicas e Cuidados Básicos

23/09/2016

Todas as flores precisam de cuidados, umas mais que as outras. Quem planta ou recebe rosas deseja mantê-las vivas e floridas por muito tempo, já que além de lindas, as flores são bastante delicadas e perfumadas. Para isso, alguns cuidados especiais são de suma importância. No post de hoje, trouxemos dicas e cuidados básicos com o cultivo das rosas para que as suas flores mantenham a beleza sempre. Confira!

Cuidados com o cultivo das rosas

cultivo-rosa

imagem de: pixabay.com

 

As roseiras devem ser plantadas em solo rico em húmus e preferencialmente argiloso. As covas devem ter 30 cm de profundidade. Aos poucos, preencha a abertura com terra inicialmente em torno da raiz. Regue sempre quando o sol estiver mais forte, ao meio-dia, até começar a floração. A partir daí, regue somente em períodos de seca. Recomenda-se aplicar fungicidas quando a primeira folha apontar, pois a incidência de doenças é maior.

Cultivo das rosas no jardim

Prepare o canteiro oito dias antes de iniciar o plantio. Use 10 litros de terra vegetal natural e 10 litros de esterco de gado ou cavalo por no mínimo 60 dias. Coloque 100 gramas de farinha de ossos e misture bem. Remexa bastante a terra até 30 a 40 cm de profundidade. Repita a adubação no inverno e no verão e sempre tire o mato do canteiro.

Cultivo das rosas em vaso

O tamanho do vaso deve ser proporcional ao porte da roseira. Aplique um adubo líquido a cada 15 dias, seguindo as doses indicadas pelo fabricante.

Reprodução

reproducao-rosas

imagem de: pixabay.com

 

As rosas que se encontram no mercado são quase todas provindas de cruzamentos entre espécies diferentes. Existem dois métodos de reprodução de rosas, que são o de estaquia, que é muito ineficiente, por causa da baixa capacidade de enraizamento das plantas; e o de borbulhia, que é o método mais usado para a produção de uma planta.

Temperatura e ambientes ideais

temperatura-ambientes-rosas

imagem de: pixabay.com

 

As roseiras precisam estar localizadas em um local ensolarado (pelo menos de 6 a 7 horas diárias de incidência solar direta) e local bem arejado. A temperatura ideal para mantê-las é entre 25°C e 30°C.

Rega

regar-rosas

imagem de: pixabay.com

 

Após o plantio das mudas até a primeira floração, as rosas devem ser regadas todos os dias. Depois disso, é preciso regar duas vezes por semana no inverno e duas vezes por semana na seca. A terra deve ficar um pouco seca entre uma rega e outra.

Adubação

adubo-rosas

imagem de: pixabay.com

 

Recomenda-se fazer de 2 a 3 adubações anuais, primeiro logo após a poda anual, segundo entre novembro e dezembro e terceiro entre janeiro e fevereiro. A melhor adubação é a orgânica, feita com esterco animal, composto orgânico, farinha de ossos e torta de mamona. Deve-se espalhar o adubo com uma boa distância entre o caule e as raízes.

Poda

poda-rosa

imagem de: pixabay.com

 

A primeira poda deve ser feita após um ano do plantio e ser repetida todos os anos. O melhor período para podar as roseiras é entre julho e agosto. Após a primeira floração, é necessário fazer uma poda de limpeza, cortando de duas a três folhas abaixo do botão, sempre na diagonal. As podas são necessárias para que as roseiras sempre floresçam e se desenvolvam bem.

Pragas existentes

pragas-rosas

imagem de: pixabay.com

As pragas mais comuns são pulgões e, seguidos a eles, os ácaros, trips, larva minadora e cochonilha. O controle dessas pragas é feito por inseticidas específicos, mas também pode ser usada a calda de fumo, que é caseira e menos tóxica. Os principais causadores de doenças graves nas roseiras são os fungos, como míldio, pinta preta, mofo-branco, Botrytis e ferrugem, que aparecem devido ao excesso de umidade. Para combatê-los, podem ser usados fungicidas específicos, preferencialmente com a orientação de um profissional.

Erros comuns no cultivo das rosas

  • Excesso de rega;
  • Uso de água fria para regar (o ideal é água a temperatura ambiente);
  • Mudança de lugar das plantas, enquanto elas ainda estão se adaptando;
  • Uso excessivo e sem instrução de inseticidas.

Agora que você já sabe tudo sobre os cuidados básicos com o cultivo da rosa, acesse o site Giuliana Flores e encontre rosas de várias cores e espécies para decorar sua casa ou presentear alguém especial!

Você também vai gostar de:

  1. Para se Encantar: Conheça os Tipos de Rosas Mais Exuberantes
  2. Conheça algumas curiosidades sobre as Rosas
  3. Decorando a casa com rosas brancas

Compartilhe este artigo

Receba promoções no seu email!

Cadastre-se e receba as melhores promoções diretamente no seu email!

37 Comentários para “Cultivo das Rosas – Dicas e Cuidados Básicos”

    • cristiane

      eu tenho muitas rosa plantada na minha casa so que ela morre as folha pra e tepois narce os outras eu amo rosa

      Responder
  1. maria da conceição

    Adorei a explicação, bem clara e com muitos detalhes. Parabéns!!!!!

    Responder
  2. Eliane Wolfart Schaeffer

    Ótimas, como sempre as dicas.
    Continuarei apreciando

    Responder
    • cleuza maria fernandes

      Amigos mim ajuda , tenho uma tela no meu jardim para proteger minhas hórquidias do sol. As rosas também pode ser cultivadas debaixo da tela?
      abraço a todos.
      Obrigado.

      Responder
  3. roseli luzia felix augusto

    eu adoro rosas todos os tipos vou procurar seguir essas dicas

    Responder
  4. maria mercedes

    a explicação esta bem organizada simples e completa vou seguir as suas orientações obrigado fica com Deus.

    Responder
  5. dôrinha

    adorei as dicas! estou fazendo uma cerca viva em minha casa com rosas e essas dicas me serão muito úteis…

    Responder
  6. Marilsamelinstrumental@hotmail.com

    Tenho rosas pequenas no vaso, caiu tds as flores e o talo está seco…a roseira esta morta?

    Responder
  7. ana valquiria

    amo rosas, fiz um canteiro junto ao muro, coloquei lâmpadas para vê-las a noite, plantei varias espécies e cores , estão MARAVILHOSAS, (elas retribuem o nossos amor) é lá que faço minha terapia. ABRAÇOS A TODOS..

    Responder
  8. Celeste

    Plantei uma rosa que comprei de uma casa especializada a 08 meses. Não morreu, porém até agora nada. Após ler a matéria, penso que talvez tenha colocado muito inseticida para formigas.

    Obrigada pelas explicações, pareceram-me claras e vou segui-las.

    Responder
  9. Aparecida Franzoni

    O que é Borbulhia? o método mais usado para a produção de uma planta.

    Responder
    • Beatriz

      Eu tenho rosas que não produz o que posso fazer? Tem rosas tem rosas macho

      Responder
  10. Roseilson

    eu gostei das dicas sobre as mini rosas quero aprender mais e eu estou sempre plantando

    Responder
  11. Patricia

    Adorei a explicação, sendo de uma forma bem simples e clara já que sou amadora no assunto. Obrigado

    Responder
  12. Maria de Fatima Souza

    agradeço a orientação de vcs sigo todas as dicas e tenho lindas rosas todas plantadas em vasos .

    Responder
  13. Belisaria Maria Pires

    Sou apaixonada por mini roseiras, porem não sei o tamanho do vaso para planta-las. Compro as mudas em vasos pequenos de plásticos, mas sei que não são os mais adequados. Por favor me diga qual o altura e o diâmetro de vaso de cerâmica (barro), para o cultivo permanente das minhas mini roseiras. Obrigada.

    Responder
  14. Maurício

    Eu amo todo tipo de plantas e em especial, flores. Tenho um espaço pequeno, mas no verão muito sol. Minha paixão tenho são orquídeas, mas não as tenho por causa do meu ambiente inóspito a elas. Vc pode me dar ma dica de como ter estas maravilhas, criando um ambiente propício a elas?
    Adorei tudo aqui! Parabéns por este mimo de hobby e que Deus abençoe este amor que tens por estes seres fantásticos, pela sua criatividade, dedicação e por nos proporcionar um momento tão lindo! Beijo carinhoso no coração!!!

    Responder
  15. Tereza

    Gostei da informações contidas no site.Gostaria de mais informações´pois cultivo rosas em vasos.Obrigada!

    Responder
  16. Sônia Giardini Murta

    Que maravilha! Amei as roas em suas cores e beleza. Encantei com o plantio em vasos. As orientações irão me ajudar no plantio que desejo iniciar . Parabéns a vocês! sucesso!.

    Responder
  17. Maria Tereza Maurente

    comprei e plantei diversos enxertos de roseiras, de variadas cores, como moro em um condominio a terra não é muito boa e não posso fazer o recomendado, fiz covas como foi explicado, cuido delas diariamente usei o adubo 10-10-10, que me foi recomendado pela floricultura, mas elas estão sem viço, todas já deram flores mas muito pequenas e elas foram compradas como se fossem grandes, como posso melhorar o tratamento que estou dando a elas, além de todo meu amor para com elas ? obrigada, abraços

    Responder
  18. Maria Bernadete

    Minha roseira costuma dar bastante rosas, mas elas quase não abrem, ficam logo queimadas e tenho q cortá-las O q pode ser? O q devo fazer?

    Responder
  19. Olá boa noite, minha mãe comprou tres pés roseira ai viajamos por dois dias e elas ficaram sem regas dirante esses dias, quando retornamos elas secaram, mas vão rebrotar ou morreram?

    Também gostaria de saber se posso usar o adubo de esterco e plantá-la em jarros, e em qual parte posso podá – la?

    Muito obrigado
    Atenciosamente, José Nicolau de Souza JÚNIOR

    Responder
  20. Antonia Freitas Valente

    Eu amo plantas de folhagens e flores e em especial as rosas . Aqui o clima é quente e úmido e fica difícil. Mas vou tentando.

    Responder
  21. maria jose

    Tenho uma roseira trepadeira em casa, fiz ate um carramachão para ela, mas ela só cresce e ainda não deu sequer uma florzinha. O que devo fazer?
    Será porque minha região e quente e úmida?
    Ela está enorme, mas não dá flor.

    Responder
  22. Fui nascida e criada em casarões com grandes quintais.Minha mãe sempre teve roseiras lindas
    Tivemos até um caramanchão coberto pelas rosinhas. miudas em buquê.
    Era muito lindo !!!
    Agora, de uns anos para cá moro em apartamento e não tenho mais minhas roseiras.
    Contento-me em visitar páginas lindas como a de vcs. Beijos

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>