Flor Dente-de-Leão: Conheça sua Delicadeza

2/12/2016

Encontrada facilmente embelezando as ruas da cidade, a flor Dente-de-Leão é um encanto para adultos e crianças. Assim que brotam, as pétalas – semelhantes à juba de leão – e as folhas com aparência dentada chamam a atenção de quem olha. Mas, a surpresa mesmo acontece quando elas são sopradas e suas sementes são levadas pelo vento. Conheça a delicadeza da flor Dente-de-Leão a seguir!

Origem e Curiosidades

imagem de: pixabay.com

imagem de: pixabay.com

O Dente-de-Leão pertence ao gênero de plantas “taraxacum”, palavra árabe que significa “erva amarga”. O nome Dente-de-Leão é de origem francesa. Outros nomes atribuídos à flor são: Taraxaco, Amargosa, Amor-de-Homem e Chicória Silvestre.

O Dente-de-Leão é rico em potássio e betacaroteno, possuindo diversas propriedades medicinais. Por isso, muitas pessoas usam o Dente-de-Leão para fazer chás ou até mesmo como ingrediente da salada. Há pessoas que, inclusive, usam a flor para tratar resfriados e amidalite, já que contém taraxicina. Para quem nunca provou, a flor tem o sabor parecido com a chicória.

Vale dizer que o consumo das folhas, flores e raiz não é recomendado enquanto a flor estiver viva, já que por ficar exposta à poluição, ela absorve metais pesados dos carros e sujeira de vias públicas.

Cultivo da flor Dente-de-Leão

cultivo-dente-de-leao

imagem de: pixabay.com

No Brasil, o Dente-de-Leão também é considerado como erva daninha, já que nasce facilmente em qualquer terra fértil e compete por água e nutrientes com outras plantas. O Dente-de-Leão cresce melhor no clima temperado ou subtropical e pode resistir em temperaturas baixas. Nesse caso, as folhas tendem a cair.

Quanto à luminosidade, ele pode ser cultivado com luz solar direta ou em sombra parcial (por isso, no Brasil, ele é encontrado com muita facilidade).

O solo para cultivá-lo precisa estar bem drenado com riqueza em matéria orgânica, mas não é necessário um solo específico., basta que a terra esteja saudável.

O Dente-de-Leão adora água. Por isso, as regas constantes são ideais. Mas tenha cuidado para não encharcar o solo, isso faz com que a raiz apodreça e a planta morra.

Cuidados com o plantio

dente-de-leao

imagem de: pixabay.com

É preferível que a semeação seja em um local definitivo da horta, já que as raízes crescem muito rápido e precisam de bastante espaço. Caso opte por fazer em sementeiras, o transplante deve ser feito assim que as mudas puderem ser semeadas. As sementes devem ser cobertas por uma fina camada de terra peneirada. A germinação ocorre entre cinco e três semanas. Para os demais cuidados, retire sempre as plantas invasoras.

E você, também adora assoprar o Dente-de-Leão? A flor é realmente bela!

Encontre outros tipos de flores em nosso site e decore a sua casa!

Você também vai gostar de:

  1. Saiba como montar arranjos de flores em casa
  2. Conheça 7 Plantas que Trazem Bons Fluidos para Casa

Compartilhe este artigo

Deixe um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>